Biomas - Amazônia

 

Abrangência: Presente nos estados de Goiás, Tocantins, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Bahia, Maranhão, Piauí, Rondônia, Paraná, São Paulo e Distrito Federal, além dos encraves no Amapá, Roraima e Amazonas.


Território legalmente protegido por unidades de conservação: 8%1


Segundo maior bioma da América do Sul, o Cerrado é considerado um dos hotspots mundiais de biodiversidade. Sua diversidade biológica faz do bioma uma das savanas mais biodiversas do planeta, abrigando 11.627 espécies de plantas nativas já catalogadas e extrema abundância de espécies endêmicas. Além disso, o Cerrado concentra as nascentes das três maiores bacias hidrográficas da América do Sul (Amazônica/Tocantins, São Francisco e Prata), o que resulta em um elevado potencial aquífero.


A grande diversidade de habitats do Cerrado determina uma notável alternância de espécies entre diferentes fitofisionomias. Cerca de 200 espécies de mamíferos são conhecidas, e a rica avifauna compreende cerca de 837 espécies. As espécies de peixes (1.200 espécies), répteis (180 espécies) e anfíbios (150 espécies) são abundantes. O número de peixes endêmicos não é conhecido, porém os valores são bastante altos para anfíbios e répteis: 28% e 17%, respectivamente. De acordo com estimativas recentes, o Cerrado é o refúgio de 13% das borboletas, 35% das abelhas e 23% dos cupins dos trópicos.

 

Além dos aspectos ambientais, o Cerrado tem grande importância social. Muitas populações sobrevivem de seus recursos naturais, incluindo etnias indígenas, geraizeiros, ribeirinhos, babaçueiras, vazanteiros e comunidades quilombolas que, juntas, fazem parte do patrimônio histórico e cultural brasileiro, e detêm um conhecimento tradicional de sua biodiversidade.


Contudo, inúmeras espécies de plantas e animais correm risco de extinção. Estima-se que 20% das espécies nativas e endêmicas já não ocorram em áreas protegidas e que pelo menos 137 espécies de animais que ocorrem no Cerrado estão ameaçadas de extinção. Depois da Mata Atlântica, o Cerrado é o bioma brasileiro que mais sofreu alterações com a ocupação humana. Com a crescente pressão para a abertura de novas áreas, visando incrementar a produção de carne e grãos para exportação, tem havido um progressivo esgotamento dos recursos naturais da região. Nas três últimas décadas, o Cerrado vem sendo degradado pela expansão da fronteira agrícola brasileira e é palco de uma exploração extremamente predatória de seu material lenhoso para produção de carvão.

 

Veja a lista de Unidades de Conservação no Cerrado

Fonte: Ministério do Meio Ambiente

 

1 www.mma.gov.br/cadastro_Uc. Unidades de conservação com cadastro finalizado no Cadastro NAcional de Unidades de Conservação/MMA até 10/05/2011