Projeto

AeTrapp

Descrição

O objetivo do Projeto AeTrapp é engajar a população no monitoramento de populações de mosquitos Aedes, vetores de zika, dengue, chikungunya e febre amarela urbana. Para isso, estamos desenvolvendo uma solução que possibilitará a adaptação de ovitrampas, tecnologia já consolidada mas restrita ao uso por agentes de saúde, para sua utilização por cidadãos comuns.

As ovitrampas são iscas simples, que simulam um ambiente propício para a deposição de ovos de mosquitos do gênero Aedes. Consistem em vasos plásticos preenchidos com água onde uma paleta de madeira é parcialmente mergulhada, servindo de substrato para a oviposição.

Tradicionalmente, o método depende de especialistas para a identificação e contagem dos ovos. O sistema AeTrapp consistirá em um aplicativo para Android e IOS que possibilitará aos voluntários tomar fotos de paletas dos locais que pretendem monitorar (casas, escolas, creches, etc) e enviá-las a um servidor. Um software realizará a contagem automática do número de ovos presentes em cada amostra. Os dados obtidos serão disponibilizados em tempo real em um mapa aberto, onde a comunidade e agentes públicos poderão visualizar os focos de vetores, fazer comparativos de quantidades de mosquitos em diferentes localidades, analisar séries históricas e assim elaborar estratégias precisas para o combate, priorizando as áreas mais críticas.

O Projeto AeTrapp foi um dos vencedores do Desafio de Impacto Social Google Brasil 2016. É executado pelo WWF-Brasil, com recursos da Google.org e Fundação Oak.

Portal

savebrasil.org.br/cidadao-cientista

Contato

Coordenador Institucional - WWF-Brasil
Marcelo Oliveira
marcelo@wwf.org.br

Idealizador e Coordenador Tecnológico e Científico
Oda Scatolini
odascatolini@gmail.com

Galeria